Ronaldo Caiado faz política no interior e reformata sua base para 2020 e 2022

O governador firmou aliada eleitoral com Diego Sorgato em Luziânia e com Eronildo Valadares em Porangatu

Enganam-se aqueles que avaliam que o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, está preocupado tão-somente com administração. De fato, o gestor está enxugando a máquina com o objetivo de que sobrem mais recursos locais para investimento. A ideia de que a máquina pública não pode arrecadar tão-somente para se pagar é correta. Por isso tem de ser ajustada para que, com o dinheiro arrecadado localmente, se possa construir e restaurar rodovias, construir escolas e melhorar a segurança pública. Um governo não deve fazer investimentos com base unicamente em financiamentos. O governante goiano, portanto, está certo ao trabalhar para tornar o Estado menos dispendioso para a sociedade.

Entretanto, ao mesmo tempo em que enxuga a máquina, Ronaldo Caiado faz política. Ele está visitando vários municípios e dialogando com as lideranças políticas e empresariais. O motivo é que trabalha para reformatar — quer dizer, ampliar — sua base política. A eleição de 2022 não “começa” em 2022, e sim em 2020, com a formação de bases políticas nas cidades. Por isso, Caiado está indo aos municípios, abrindo ou reabrindo diálogo com as lideranças interioranas.

Marcelo Melo, Ronaldo Caiado, Diego Sorgatto e José Nelto: composição governista em Luziânia | Foto: Divulgação

Luziânia

Em Luziânia, apesar de o prefeito Cristóvão Tormin (PSD) forçar a barra para se aproximar do governador, Ronaldo Caiado vai bancar o deputado Diego Sorgatto, do PSDB, mas a caminho do DEM (com o apoio do ex-deputado federal Marcelo Melo, do Democratas). Na semana passada, tentando capitalizar a presença de Caiado para si e para seu pupilo, Wilde Cambão (que teria forçado a barra para se filiar ao DEM, mas teria sido rejeitado), Tormin chegou a ser vaiado pelo público. Na frente deles, Caiado e Sorgatto sorriam, tranquilamente. Na opinião de líderes locais, Tormin e Cambão ficaram desmoralizados, inclusive porque deixaram envergonhados os líderes estaduais de seu partido, o PSD.

Ronaldo Caiado e Eronildo Valadares: aliança político-eleitoral em Porangatu | Foto: Reprodução

Porangatu

Ronaldo Caiado também esteve em Porangatu, onde deve apoiar a candidatura do ex-prefeito Eronildo Valadares. Eronildo é filiado ao MDB, mas, como sua mulher, Vanuza Valadares, perdeu o comando do partido, está de saída. Ele está sendo disputado pelo DEM de Ronaldo Caiado e pelo Podemos do deputado federal José Nelto. Este disse ao Jornal Opção que a “aquisição” do passe político de Eronildo Valadares se dará depois de uma conversa com o governador. “O fato é que Eronildo será o próximo prefeito de Porangatu e a base governista vai apoiá-lo. O empresário Márcio Luís da Silva certamente poderá ocupar a vice de Eronildo. Porque, insisto, a base governista só vai bancar uma candidatura na cidade e o nome está definido: é o de Eronildo, que lidera todas as pesquisas de intenção de voto”, frisa José Nelto. “Márcio Luís, se quiser demonstrar apreço por Ronaldo Caiado, terá de declarar apoio a Eronildo”, sublinha o parlamentar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.