Ronaldo Caiado age rápido e Mandetta terá cargo de conselheiro nacional do DEM

Para evitar interpretações de que teria favorecido algum Estado, Mandetta não será secretário nem em Goiás nem em São Paulo

Demitido o Ministério da Saúde pelo presidente Jair Bolsonaro, o médico Luiz Henrique Mandetta não ficou “desempregado” nem algumas horas ou minutos. O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, afirma que o ex-ministro se tornará conselheiro do partido Democratas — ao qual pertencem os dois.

Dado ter ganhado estatura nacional, tendo se tornado uma referência para o país em termos de saúde, Mandetta não assumirá cargo de secretário nem em Goiás nem em São Paulo — ou outro Estado. Segundo “O Globo”, não ocupará cargos em algum Estado para “evitar interpretações de que teria usado o Ministério para ajudar aliados. Além do governador de Goiás, o de São Paulo, João Doria (PSDB), tinha demonstrado interesse em trabalhar com Mandetta”.

Ronaldo Caiado e Luiz Henrique Mandetta: aliados e amigos | Foto: Reprodução

Mesmo sem criticar Bolsonaro, Caiado disse ao “Globo” que Mandetta deixou um legado “ao conseguir achatar a curva do avanço do vírus”. O gestor goiano frisou que espera que novo ministro da Saúde, Nelson Teich, “dê continuidade” ao trabalho do ex-ministro.

“Espero que o novo ministro tenha a mesma sensibilidade e que tenha sucesso — sabendo que essa luta ainda tem muitas etapas pela frente”, declarou Caiado.

“O Globo” relata que, segundo Caiado, “os números de infectados por Covid-19 foram achatados por medidas de contenção do Ministério da Saúde dos governadores”.

“Diante de uma pandemia que ninguém sabia como enfrentar, Mandetta entrega o Brasil hoje com resultados superiores a todos os outros países muito mais desenvolvidos que o nosso. As vezes as pessoas não entendem bem, mas ao achatar a curva, que para alguns virou o problema, ele conseguiu a salvação de milhares de brasileiros”, afirma o governador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.