Reação de Kátia Abreu contra a candidatura de Alcolumbre a presidente do Senado cai nas graças da internet

Sessão tumultuada teve de ser adiada para o sábado por conta de discussões sobre a votação ser secreta ou não para a escolha da Mesa

Foto: Reprodução

Nada escapa ao crivo da internet, especialmente do crivo do pessoal que parece ter todo o tempo do mundo para fazer humor na internet. Para esses especialistas, a melhor cena da eleição da Mesa Diretora do Senado foi o “roubo da pasta do Alcolumbre”, protagonizado pela senadora Kátia Abreu (PDT-TO).

Presidida pelo senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), a sessão preparatória no Senado, na sexta-feira, 1º, foi tumultuada – e acabou sendo adiada para a manhã do dia seguinte. Alcolumbre estava interinamente à frente dos trabalhos porque era o único membro da antiga Mesa que manteve o mandato.

Só que, além disso, Alcolumbre também colocou seu nome como candidato a presidente da Casa, tornando-se o principal concorrente de Renan Calheiros (MDB-AL). Desde o início da sexta-feira ele se movimentou para viabilizar sua candidatura.

Mas, em manobra do grupo que apoia Renan, o então secretário-geral da Mesa, Luiz Fernando Bandeira de Melo, publicou uma norma proibindo que candidatos presidissem a sessão de eleição.

Rapidamente, Alcolumbre revogou a norma e ainda assinou a dispensa do secretário. Porém, em meio à votação, a questão foi colocada em discussão novamente.

Foi então que entrou em cena a senadora Kátia Abreu (PDT-TO), que tomou a pasta de Alcolumbre. Quase instantaneamente, a reação da senadora virou meme nas redes sociais. Em um deles, ela é comparada a Liesel Meminger, personagem central de “A Menina que Roubava Livros” (2005), best-seller de Markus Zusak.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.