PSDB pode bancar Marconi Perillo para governador ou senador

José Eliton, que deve assumir a presidência do partido, também é cotado para disputar cargo majoritário

A aposta do PSDB para governador era Jânio Darrot, ex-prefeito de Trindade e empresário. Trata-se de um político considerado “decente” e “competente” até pelos adversários. Entretanto, na hipótese de ele trocar o tucanato pelo Patriota, partido dirigido em Goiás pelo empresário e marqueteiro Jorcelino Braga, o partido terá de arranjar outro candidato.

O Jornal Opção conversou com cinco tucanos — dois deles de “bico erado”. Os cinco sugerem que, na verdade, a cúpula do PSDB — leia-se o ex-governador Marconi Perillo — gostaria de bancar uma aliança com o MDB do ex-deputado federal Daniel Vilela.

O drummond no meio do caminho é que Daniel Vilela está noutra vibe, quer dizer, aproximando-se do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do partido Democratas.

Marconi Perillo, Jardel Sebba e José Eliton: o trio que vai comandar o PSDB entre 2021 e 2022 | Foto: Divulgação do PSDB

Se não tem Daniel Vilela numa mão e Jânio Darrot está escapando da outra mão, o que fará o alto tucanato?

Há quem acredite que está chegando a hora de lançar um pré-candidato a governador — com o objetivo de participar do jogo. Porque, até o momento, o PSDB passa a impressão, para os eleitores, de não ter time nem jogadores.

A tendência é que o PSDB apresente o ex-governador José Eliton para presidente do partido e, posteriormente, como pré-candidato a governador.

Jânio Darrot: com os dois pés fora do PSDB | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Mas líderes do partido sugerem, nos bastidores, que José Eliton não é um postulante consistente. Por isso, avaliam que o candidato ideal é Marconi Perillo.

Mas Marconi Perillo não estaria planejando disputar mandato de deputado federal? “De fato, Marconi afirma que pode disputar mandato de deputado federal. Mas, no fundo, ele gostaria de disputar mandato de governador ou de senador, numa composição com outros partidos. Ele está monitorando sua popularidade e, dependendo do quadro em 2022, poderá optar por uma disputa majoritária. Não acredito que vai disputar mandato de deputado federal”, afirma um tucano altamente ligado ao ex-gestor estadual. “Marconi está fazendo um levantamento completo de seus problemas judiciais. Até agora, não há empecilho legal para que dispute cargo eletivo.”

José Eliton é cotado para vice de Marconi Perillo. Ele ou Paulinho Rezende, ex-prefeito de Hidrolândia, cujo candidato a prefeito, em 2020, ficou em terceiro lugar.

Segundo outro tucano, o PSDB vai tentar compor com outros partidos. “Mas, se não for possível, vamos com chapa pura mesmo. Nós temos história em Goiás, temos o que mostrar à sociedade, com grandes realizações, e não vamos nos esconder em 2022.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.