PSDB pode bancar “Bolsonaro do Cerrado” para enfrentar candidato do PT na Cidade de Goiás

O tucano Reginaldo Jacaré é cotado para a disputa da prefeitura e deve enfrentar o petista Aderson Liberato Gouvea

Foto: Divulgação

Na Cidade de Goiás só há dois tipos de políticos: os que estão articulando em tempo integral, tendo em vista as eleições de 2020, e os que estão dormindo no ponto. Falemos tão-somente do que estão “acordados” — colocando os blocos nas ruas e preparando alianças políticas.

A prefeita Selma Bastos, bem avaliada — o único problema mais sério do município é a saúde, e a responsabilidade é mais dos governos federal e estadual —, articula para fazer o sucessor. Ela é do PT e, na cidade, o partido não está em crise e tem o apoio de dezenas de assentados rurais, que são fortes, política e eleitoralmente, no município.

O vereador Aderson Liberato Gouvea, do PT, está articulando para ser o candidato do partido e da prefeita Selma Bastos. A esquerda é sólida na cidade, sobretudo pela influência da Igreja Católica e pelos assentados rurais.

O presidente da Câmara Municipal, Reginaldo Ferreira Adorno, conhecido como Jacaré, pertence ao PSDB e garante que, na hora agá, vai “engolir” todo mundo. Ele é apontado como “brigão”, “articulador” e “cumpridor de acordos políticos”. Há quem o aponte como “Bolsonaro do tucanato”.O governador Ronaldo Caiado ainda não definiu seu candidato na cidade. Para ele, é uma questão de honra reconquistar a prefeitura. O presidente do Sindicato Rural do município, Rogério Azeredo, é filiado ao PPS, mas pode migrar para o DEM para ser o candidato da família Caiado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.