Presidente Dilma Rousseff garante que a Celg vai ser privatizada em 19 de novembro

O governo federal informou ao governo de Goiás que o cronograma da venda da companhia não será modificado

Marconi Perillo e Dilma Rousseff 4513

O senador Ronaldo Caiado (DEM) chegou a ameaçar bater no ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, chocando o país. Mas sua agressividade resultou em nada, pois técnicos do governo da presidente Dilma Rousseff informaram ao governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), que o cronograma de privatização da Celg será mantido sem alterações.

Segundo os técnicos do governo federal, a Celg será levada a leilão no dia 19 de novembro. Se vendida por 8 bilhões de reais, como esperam a presidente Dilma Rousseff e o governador Marconi Perillo, o governo federal ficará com 4 bilhões e o governo de Goiás receberá 4 bilhões. Um reforço de caixa considerável tanto para o governo do PT quanto para o governo do PSDB.

Petistas goianos, irmanados com Ronaldo Caiado — maldosamente, há quem já chame Pinheiro Salles de Pinheiro Caiadinho —, são contra a venda da Celg. Mas não dizem, para a sociedade, que o principal interessado na privatização é o governo do PT, quer dizer, da presidente Dilma Rousseff.

Uma resposta para “Presidente Dilma Rousseff garante que a Celg vai ser privatizada em 19 de novembro”

  1. Avatar Rômulo disse:

    PT e PSDB são ambos corruptos e inacreditavelmente incompetentes. A venda da Celg será um problema porque o mercado de energia é extremamente caro. Pouquíssima gente pode se aventurar nele. Pense você. Quantas empresas ou grupos você conhece que tem condições de pagar 8 bilhões de reais numa empresa?

    Pois é. É um mercado extremamente limitado, logo quem comprar a Celg não terá concorrente. Estamos falando de uma empresa única que controlará sozinha todo o setor de energia de um estado. Como irão comprar toda a estrutura da Celg, será extremamente inviável que outra empresa consiga montar sua própria estrutura e concorrer com ela. Você não poderá sair da Celg se achar o serviço abusivo, afinal não haverá nenhuma outra alternativa.

    Isso não é capitalismo. No capitalismo existem diferentes empresas competindo entre si para oferecer um serviço melhor e mais barato, porém aqui haverá apenas uma empresa que poderá oferecer o serviço da maneira que quiser.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.