O prefeito de Goianésia, Leozão Menezes, vai organizar um festão na terça-feira, 24, para se filiar ao PSDB do ex-governador Marconi Perillo.

Leozão Menezes pediu a desfiliação do União Brasil, pelo qual foi eleito em 2020. O prefeito rompeu com as lideranças do partido no principal município do Vale do São Patrício.

Marconi Perillo irá à filiação de Leozão Menezes ao tucanato e estará acompanhado dos ex-prefeitos de Goianésia Jalles Fontoura e Otavinho Lage.

Jalles Fontoura e Otavinho Lage são as novas eminências pardas de Leozão Menezes. O prefeito pode até não ser reeleito, mas, com o apoio dos irmãos — políticos e empresários competentes e respeitados —, sua candidatura ganha musculatura. O recado é este: ele está no jogo. Sem os hermanos, estaria fora do jogo.

O ex-deputado estadual Helio de Sousa também apoiará a reeleição de Leozão Menezes. O ex-parlamentar é filiado ao PSDB e deve disputar mandato de deputado estadual em 2026.

No momento, o deputado estadual Renato de Castro (União Brasil) é o favorito para prefeito. Ele, que lidera as pesquisas de intenção de voto, é primo de Leozão Menezes. (E.F.B.)