Brasília e seu Entorno são “hermanos” e as campanhas políticas são, no geral, unificadas

Flávia Arruda e José Roberto Arruda: forte presença em Brasília|Foto: Reprodução

A fusão entre o Democratas e o PSL vai criar o maior partido do país — o União Brasil (número 44). A legenda terá 82 deputados federais — tornando-se a maior bancada da Câmara. As principais votações precisarão do “de acordo” da nova sigla.

Como ignorar o União Brasil? Impossível. Seus dois principais líderes em Goiás, o governador Ronaldo Caiado (DEM) e o deputado federal Delegado Waldir Soares (PSL), já estão articulando juntos.

Ronaldo Caiado, governador de Goiás | Foto: Divulgação

Mas há um detalhe novo no jogo. O PL deve bancar a ministra Flávia Arruda, deputada federal licenciada, para o governo do Distrito Federal. Como há forte ligação entre Brasília e seu Entorno — inclusive eleitores da capital federal moram nas cidades vizinhas, como Luziânia e Águas Lindas —, há a possibilidade de a parlamentar-ministra disputar o mandato tendo como aliado o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM).

Uma provável aliança entre Flávia Arruda — se ela realmente disputar o governo (também é cotada para disputar mandato de senadora) — e Ronaldo Caiado poderá ter reflexos na disputa de Goiás? Não se sabe. No momento, a deputada federal Magda Mofatto, do PL, tem afirmado que apoiará Gustavo Mendanha para governador e tem se oferecido para ser o seu vice. Porém, como a política é dinâmica, tudo é possível para 2022 (a eleição será disputada daqui a um ano).