PHS nacional proíbe coligação com PSL em qualquer unidade da federação. Guerra entre Dário Paiva e Eduardo Machado

Nesta semana, alegando que o presidente do PSL de Goiás, Dário Paiva, estaria espalhando “calúnias, mentiras e fofocas” contra o presidente do PHS nacional, Eduardo Machado (foto), a Comissão Executiva Nacional do PHS decidiu, “por unanimidade, proibir qualquer coligação com o PSL em qualquer unidade de federação”.

Líderes do PHS e do PSL chegaram a discutir uma coligação para a eleição de deputado federal e estadual de 5 de outubro deste ano. Ao lado de outros partidos, formariam a Chapinha. Seria uma forma de se contrapor ao chamado Globo da Morte, o chapão dos grandes partidos que apoiam o governador Marconi Perillo — PSDB, PSD e PTB (o PP estaria tentando escapar da aliança). No entanto, de repente, PHS e PSL romperam e Dário Paiva, do PSL, estaria articulação a formação da Chapinha 2. A Chapinha 1 está sob a coordenação do presidente nacional do PHS, Eduardo Machado, pré-candidato a deputado federal.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.