Pesquisas sugerem que Vanderlan Cardoso é o grande adversário de Iris em Goiânia

Pesquisas sugerem que o senador do PP é o páreo mais duro para o prefeito emedebista. A ressalva é que está de olho em 2022

Vanderlan Cardoso, senador: é visto como o principal adversário de Iris Rezende na disputa pela Prefeitura de Goiânia | Foto: Fernando Leite

Hábil articulador, do estilo de Tancredo Neves, o senador Vanderlan Cardoso, do Progressitas, não diz claramente, mas está conversando com alguns políticos — como um deputado do Podemos — a respeito da disputa para a Prefeitura de Goiânia.

Vanderlan Cardoso sente-se bem no Senado, porque pode participar dos grandes debates nacionais e influenciar na resolução dos problemas cruciais do país. No momento, além de debater as propostas de Reforma Tributária, tem discutido, com amplo conhecimento de causa, a questão da dívida pública — que, insiste, emperra a economia do Brasil. Mas há uma questão que chama a atenção dos interlocutores: o empresário tem perfil muito mais de executivo do que de legislativo. No Legislativo, há certa enrolação, muita conversa jogada fora e ele, como empresário, não aprecia isto. É sempre objetivo e focado em resultados, mas em Brasília há mais discussão do que resultados. Por isso a possibilidade de disputar a prefeitura.

Vanderlan Cardoso e Iris Rezende: a impressão que se tem é que um está “puxando” o outro para a disputa de 2020 | Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

O que motiva Vanderlan Cardoso, se realmente optar pela disputa, é que as pesquisas indicam, ao menos no momento, que é o único político que os eleitores da capital consideram capaz de derrotar o prefeito Iris Rezende, que os goianienses começam chamar de “Homem-Obra”. Uma pesquisa qualitativa indica que os eleitores percebem o senador como “gestor” e, sobretudo, como “eficiente” e “experiente”.

Comenta-se, por outro lado, que Vanderlan Cardoso pretende disputar o governo de Goiás em 2022. Entretanto, se disputar a prefeitura e perder, verá seu cacife reduzido? É uma possibilidade. Ao mesmo tempo, consolidaria seu nome na capital — que conta com quase 1 milhão de eleitores e, por isso, é decisiva nas eleições estaduais.

O suplente de Vanderlan Cardoso no Senado, Pedro Chaves (MDB), ainda não calçou as chuteiras, mas, por via das dúvidas, já está de meião.

Cacife para 2022

Integrantes do Progressistas avaliam que, se Vanderlan Cardoso for eleito prefeito, o partido estará cacifado para lançar candidato a governador em 2022.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.