Nenhum dos demais pré-candidatos ameaça o petista e o presidente. Ciro Gomes e Sergio Moro patinam com 10% e 9%

Pesquisa XP/Ipespe, de agosto, mostra Lula com 40% das intenções de voto para presidente da República. Subiu dois pontos percentuais. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) caiu de 26% para 24%. O levantamento sinaliza para uma ascensão do pré-candidato da esquerda e para uma queda do postulante da direita.

Bolsonaro e Lula da Silva: o petista descolou do presidente| Fotos: Reproduções

Lula da Silva saltou de 25% em março para 40% em agosto — o que ascensão e que está descolando de Bolsonaro.

O terceiro colocado, Ciro Gomes (PDT), tem 10%. O ex-juiz Sergio Moro (sem partido, a caminho de se filiar ao Podemos) aparece em quarto, com 9%. Luiz Henrique Mandetta (DEM) e Eduardo Leite (PSDB, governador do Rio Grande do Sul) aparecem com 4%.

Noutro cenário, João Doria (governador de São Paulo), do PSDB, aparece com 5%. O apresentador da Band José Luiz Datena (PSL) tem 5%. Rodrigo Pacheco (DEM, presidente do Senado) tem 1%. Neste cenário, Sergio Moro e Eduardo Leite não foram colocados. Já Lula aparece com 37% e Bolsonaro tem 28%.

No levantamento espontâneo, Lula da Silva tem 28% e Bolsonaro aparece com 22%.

A pesquisa ouviu 1000 eleitores, em todo o país, entre 11 e 14 de agosto. É de 3,2 pontos percentuais a margem de erro.