Pesquisa Serpes mostra Vanderlan Cardoso em 2º lugar. Agora vai partir para cima de Iris Rezende

Vanderlan Cardoso aparece em 2º lugar tanto no levantamento estimulado quanto no espontâneo. Objetivo agora é descolar-se do Delegado Waldir e aproximar-se de Iris Rezende

Iris Rezende e Vanderlan Cardoso: tendência é que disputem o segundo turno | Fotos: Fernando Leite e Renan Accioly/ Jornal Opção

Iris Rezende e Vanderlan Cardoso: tendência é que disputem o segundo turno | Fotos: Fernando Leite e Renan Accioly/ Jornal Opção

Pesquisa do instituto Serpes sugere que os primeiros debates e os programas de televisão começam a mudar o perfil da campanha para prefeito de Goiânia. Pesquisa do Serpes, divulgada no domingo, 4, pelo jornal “O Popular”, revela que o candidato do PSB, Vanderlan Cardoso, já aparece em segundo lugar, com 17% das intenções de voto, atrás apenas do candidato do PMDB, Iris Rezende, que tem 37,8% (mas é o mais rejeitado de todos). Outro dado positivo do líder do PSB é que tem a menor rejeição entre todos os candidatos. O Delegado Waldir, postulante do PR, caiu para o terceiro lugar — com 16%. Ele é o único que está caindo de pesquisa para pesquisa (tinha 20,6%, caiu para 19,2% e despencou para 16%). Tecnicamente, o Delegado Waldir e Vanderlan Cardoso estão empatados, mas com o líder do PR em queda e o empresário em ascensão. Os dados sugerem que, no caso de segundo turno, iriam Iris Rezende e Vanderlan Cardoso. A quarta colocada, Adriana Accorsi, do PT, saiu de 6,8% para 7,7%. Seu alvo, na busca do terceiro posto, é Waldir Soares. Francisco Júnior, do PSD, tem 1,7%. Flávio Sofiati, do PSOL, aparece com 1%. Djalma Araújo, da Rede, é o último colocado, com 0,3%. A pesquisa registra que 8,3% pretendem anular o voto e que 10,3% informaram que não decidiram o voto.

Adriana Accorsi: o objetivo agora é aproximar-se e superar o Delegado Waldir Soares

Adriana Accorsi: o objetivo da candidata petista agora é aproximar-se e superar o Delegado Waldir Soares, postulante do PR

A tendência, a partir de agora, é Vanderlan Cardoso intensificar a campanha, para descolar-se de Waldir Soares e aproximar-se de Iris Rezende, criando nova expectativa de poder. Sua campanha vai partir para cima do postulante peemedebista.

Pesquisa espontânea

Na pesquisa espontânea, Iris Rezende lidera com folga. Ele tem 28,6%. Vanderlan Cardoso é o segundo colocado com 11%. O Delegado Waldir tem 10,3%. Tecnicamente, está empatado com o postulante do PSB. Adriana Accorsi tem 5,3%. Francisco Júnior aparece com 1%. Djalma Araújo e Flávio Sofiati, com 0,2%, estão empatados. 9,5% disseram que vão anular o voto. 33,9% disseram que ainda não decidiram em quem votar. 36,3% disseram que não rejeitam nenhum candidato. 2,2% optaram por não responder.

Rejeição de Iris Rezende é a mais alta

A rejeição de Iris Rezende é a que mais subiu: saltou de 19,8% para 23,5%. A única vantagem, para o peemedebista, é que permanece descolado do segundo colocado. Mas sua rejeição pode ser o caminho para garantir o segundo turno. Djalma Araújo, do PSOL, é o segundo mais rejeitado, com 20,6%. Adriana Accorsi é a terceira colocada em termos de rejeição — com 20,1%. Flávio Sofiati e o Delegado Waldir empatam em quarto lugar, com 19,6% e 19,5%. Francisco Júnior, na quinta posição, tem rejeição de 17,5%. Menos rejeitado, Vanderlan Cardoso é desaprovado por 13,5%.

Dados da pesquisa

A pesquisa, encomendada e divulgada por J. Câmara & Irmãos S.A./“O Popular” (o resultado saiu na edição de domingo, 4, de “O Popular”), é de responsabilidade do Serpes Pesquisas de Opinião e Mercado Ltda. O instituto ouviu 601 eleitores, entre 30 de agosto e 2 de setembro de 2016. A margem de erro é de 4 pontos porcentuais para mais ou para menos. O intervalo de confiança é de 95%.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.