Pagamento em dinheiro multiplicou número de assaltos de motoristas do Uber

Marroquino conta que um grupo de criminosos roubou dinheiro e seu automóvel. Ao tentar escapar da polícia, bateram o veículo, amassando sua lateral esquerda

uber-345-download

O usuário do Uber pode pagar de duas formas: com cartão de crédito — é automático e o cliente não precisa apresentá-lo após o fim da corrida — e com dinheiro. Antes, era só com cartão, o que reduzia o número de assaltos. Agora, com a possibilidade de pagar em dinheiro, subiu o número de assaltos. Se a carteira do motorista fica mais recheada, porque vários usuários não têm cartão de crédito ou não estão com a fatura em dia, cresce o nível de insegurança e violência.

Um motorista do Uber, de 23 anos, nascido no Marrocos mas residente em Goiânia desde os 8 anos, foi assaltado recentemente nas proximidades do shopping Flamboyant. Três homens entraram no seu automóvel e anunciaram o assalto rapidamente. O jovem não reagiu, mas, mesmo assim, levou umas coronhadas leves, mais para assustá-lo e impedir qualquer reação. Os criminosos queriam o faturamento do dia e, também, o veículo para fazer assaltos em Goiânia.

uber-2-car_628x290

O garoto ficou sem o carro e, embora assustadíssimo, conseguiu comunicar-se com a família — o pai, marroquino, é professor de matemática. No dia seguinte, conseguiu retomar o automóvel.

Os criminosos saíram em disparada e, adiante, encontraram a polícia. Decidiram correr ainda mais e a polícia estranhou e os seguiu. Houve troca de tiros e um dos criminosos foi ferido. Ao pegar o carro de volta, o jovem marroquino, naturalizado brasileiro, descobriu que estava ensanguentado. Os funcionários de um lava jato demoraram dois dias para limpá-lo completamente. Em seguida, o motorista do Uber teve de levá-lo para reparos, pois a lateral esquerda estava amassada. Os criminosos bateram o automóvel.

Um repórter do Jornal Opção pergunta: “Pretende continuar dirigindo?” A resposta: “Sim. Toda profissão tem seus percalços”. Está satisfeito com o Uber? “Por enquanto, sim. Não tenho do que reclamar, exceto do pagamento em dinheiro, que, se aumenta nosso rendimento, reduzi a segurança dos motoristas”.

O repórter conversou com três motoristas do Uber que foram assaltados. Dois deles não tiveram os veículos expropriados. Os criminosos querem tão-somente dinheiro.

Uber continua tentando atrair parceiros e é provável que tenha superado o serviço de táxi

Se alguém indicar seu nome, com o objetivo de ganhar vantagens, todos os dias será acionado pelo Uber, tentando convencê-lo a se cadastrar. Um repórter do Jornal Opção, que nem dirige automóveis e não sabe quem o indicou, recebe todos os dias uma proposta, como a seguinte:

“O gerente ficou louco! Ganhe R$600 para cada amigo que indicar!

“Aumentamos temporariamente o incentivo de indicação para os parceiros da Uber em Goiânia! Nos indique à seus familiares e amigos(as) e garanta que, ao se cadastrarem como motoristas parceiros, eles(as) utilizem corretamente seu código de convite kj2qk5rbue no formulário de cadastro, em http://drive.uber.com.

“Quando eles completarem 50 viagens, você receberá um prêmio de R$ 600,00, desde que a promoção ainda esteja valendo.

“Quanto mais amigos você trouxer, mais você ganha.

“Corra! A promoção é válida apenas por tempo LIMITADO e pode acabar a qualquer momento.”

É provável que o Uber tenha superado, em termos de veículos nas ruas, o serviço dos taxistas. A empresa não revela o número de carros que mantém nas ruas de Goiânia. Fala-se em 4 mil.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.