Os dois bispos que são cotados para substituir dom Washington em Goiânia

O arcebispo da capital aposenta-se, compulsoriamente, em 2021. Dom Waldemar Passini e dom Adair Guimarães são cotados para o seu lugar

Washington Cruz, arcebispo de Goiânia | Foto: Reprodução

O arcebispo de Goiânia, dom Washington Cruz, aposenta-se, em maio de 2021, ao completar 75 anos de idade. A aposentadoria é compulsória, pois 75 anos é a idade-limite para se ocupar um arcebispado. Embora seja um homem forte, o religioso usa marca-passo e é idoso.

Ao se aposentar, dom Washington Cruz escreverá uma carta ao núncio apostólico da Igreja Católica no Brasil, dom Giovanni d’Aniello, que a encaminhará ao Vaticano, quer dizer, ao papa Francisco.

Dom Waldemar Passini, bispo de Luziânia | Foto: Reprodução

Em seguida, dom Washington Cruz se tornará bispo emérito e poderá, se quiser, voltar para a Bahia, seu Estado natal. Moderado e equilibrado, o arcebispo da capital goiana é respeitado tanto na Igreja no Brasil quanto no Vaticano. É tido como um líder agregador e atencioso com os fiéis e com os religiosos da Igreja.

Há dois bispos cotados para substitui-lo: dom Waldemar Passini Dalbello, da diocese de Luziânia, e Adair José Guimarães, da diocese de Formosa. São apontados como figuras respeitadas da Igreja.

Dom Adair José Guimarães, bispo de Formosa | Foto: Reprodução

Waldemar Passini Dalbello tem 53 anos e nasceu em Anápolis, em Goiás. Ex-bispo-auxiliar em Goiânia, é apontado como um nome forte.

Adair José Guimarães tem 59 anos e é, como Dalbello, bem-visto na Igreja. Ele é goiano de Mara Rosa.

Os dois são considerados como os mais fortes. Mas pode surgir outro nome. Porque a decisão não é exatamente local. O papa Francisco, depois de consultar a liderança da Igreja no Brasil, é quem faz a escolha. O que se comenta é que, no Vaticano, há um respeito muito grande por dom Washington Cruz — um religioso tido como seriíssimo e altamente vocacionado para o sacerdócio. Sua política não é a política, é a religião, por isso se dá bem com todos os setores da sociedade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.