O prefeito de Novo Gama, Carlinhos do Mangão (PL), é o favorito para a reeleição. Por dois motivos. Primeiro, sua administração é bem avaliada, porque há realizações (conseguiu recursos para obras). Segundo, falta adversário de peso.

A força de Carlinhos do Mangão pode ser avaliada pelo resultado da eleição para deputado federal e estadual em Novo Gama. Sua candidata a deputada federal, Magda Mofatto, do PL, conquistou 7.098 votos (20,88%). Frise-se que a parlamentar nem é do Entorno de Brasília. Lêda Borges (PSDB), que é de Valparaíso de Goiás, município do Entorno de Brasília, obteve 4.661 votos (13,71%).

Para deputado estadual, mais uma vez prevaleceu a força eleitoral do prefeito. Seu candidato, Wilde Cambão, do PSD, obteve 8.791 votos (25,35%). Christovam Machado conquistou 5117 votos (14,76%). Este é seu adversário.

Christovam Machado | Foto: Site do TSE

A votação de Christovam Machado, do PRTB, foi boa, sobretudo considerando que não tem o controle da máquina pública. Portanto, ele está avalizado para a disputa da prefeitura. Na eleição de 2020, obteve 5.360 votos (15,95%) e ficou em terceiro lugar, atrás da ex-prefeita Sônia Chaves (PSDB), que conquistou 10.988 votos (32,69%). O discurso dele é afiado, crítico e contundente. Se formatar uma estrutura razoável, pode dar muito trabalho para o prefeito.

Sônia Chaves é uma incógnita por três motivos. Primeiro, seu partido praticamente virou pó na eleição de 2022. Segundo, estaria enfrentando problemas pessoais. Terceiro, não teria condições financeiras para levar adiante uma campanha arrojada e consistente. Quarto, os processos judiciais podem inviabilizá-la. Mas é certo que seu grupo político deve lançar candidato. E, por sua tradição na cidade, pode gerar algum (ou até muito) incômodo para Carlinhos do Mangão.

Sublinhe-se que Carlinhos do Mangão, como candidato de oposição, em 2020, recebeu 15.671 votos, o equivalente a 46,63%. Ou seja, uma votação expressiva. Os demais candidatos, juntos, conquistaram 17.001 votos, ou seja, 50,58%. Noutras palavras, há espaço para as oposições, sobretudo se se unirem, porque não há segundo turno em Novo Gama. Por fim, o quadro atual é amplamente favorável ao prefeito, tanto que, ao conversar com um político local, o repórter do Jornal Opção ouviu o seguinte: “Carlinhos do Mangão já pode encomendar o terno da posse e pode até mudar o nome para Carlinhos de Novo Gama, porque ele ficou maior do que o complemento ‘Mangão’”.