O PSD deve desembarcar do governo tucano em março de 2018

Reprodução

Há quem acredite que, dadas as ligações do secretário e ex-deputado Vilmar Rocha e do deputado federal Thiago Peixoto, os líderes do PSD vão ficar amuados, vão garantir que não apoiam José Eliton (PSDB) para governador, mas, depois, vão recompor.

Pode até. No momento, prevalece a tese, mais defendida por Vilmar Rocha, de que não se deve apoiar José Eliton para governador. O peemedebista Maguito Vilela está cada vez mais convicto de que Thiago Peixoto e Vilmar Rocha podem compor chapa majoritária com o PMDB em 2018.

Vilmar Rocha iria para senador e Thiago Peixoto seria o vice de Maguito Vilela (ou Daniel Vilela).

Se prevalecer a teoria de que é preciso abandonar o barco de José Eliton, trocando-o pelo barco de Maguito Vilela (vale o registro de que o PSD participa do governo do peemedebista Gustavo Mendanha em Aparecida de Goiânia), os integrantes do PSD devem deixar o governo tucano no fim de março de 2018.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.