O candidato a senador do DEM só estaria pedindo votos para Iris Rezende tão-somente nos redutos peemedebistas, o que eleitoralmente nada acrescenta

Iristas tradicionais dizem, nos bastidores, que Ronaldo Caiado (DEM) está fazendo campanha-solo para senador, praticamente abandonando o candidato do PMDB a governador de Goiás, Iris Rezende. Eles dizem que, sob o pretexto de que sua base é a mesma do governador Marconi Perillo, do PSDB, Caiado não pede votos para Iris Rezende em alguns redutos do Estado. Ele só estaria pedindo votos para Iris nos redutos do próprio peemedebista – o que, do ponto de vista eleitoral, não é produtivo.

Não se sabe se a crítica dos iristas é pertinente, até porque Caiado não tem se furtado a acompanhar Iris nas visitas ao interior. Mas procede que as bases de Caiado e Marconi são praticamente as mesmas e, por isso, não querem que o primeiro critique o segundo e vice-versa. E não adianta Caiado pedir votos para Iris para as bases comuns com Marconi.

No início da campanha, Caiado estava fazendo discurso de candidato a governador, esquecendo-se que era (é) candidato a senador. Porém, alertado por auxiliares atentos, mudou sua rota, comportando-se como candidato a senador.