Morre Jaime Lerner, lenda do urbanismo no Brasil, aos 83 anos

O ex-prefeito de Curitiba e ex-governador do Paraná estava internado com problemas renais

Jaime Lerner se tornou uma espécie de lenda — ou mito — em vida. Em várias cidades brasileiras (inclusive em Goiânia, no seu Eixo Anhanguera), direta ou diretamente, há alguma obra, em termos de melhorar o transporte coletivo e outras áreas, que deriva de seu “dedo”. Suas ideias se tornaram onipresente em todo o país. Trata-se de um símbolo da modernização das cidades patropi. O arquiteto, urbanista e político morreu na quinta-feira, aos 83 anos, em Curitiba, no Hospital Evangélico Mackenzie. Ele tinha problemas renais. Com um quadro infeccioso, teve de fazer hemodiálise. Ele será sepultado no Cemitério Israelita de Curitiba.

Jaime Lerner: arquiteto e urbanista | Foto: Reprodução

Muito bem-sucedido na profissão de urbanista, Jaime Lerner foi prefeito de Curitiba, por três mandatos, e governador do Paraná, por dois mandatos.

Jaime Lerner se tornou conhecido em todo o país por implementar a rede integrada de transporte coletivo, com corredores exclusivos para ônibus. Nas discussões sobre o assunto, era (e é) comum urbanistas perguntarem: “O que Jaime Lerner diria disso?”

Nascido em dezembro de 1937, Jaime Lerner formou-se em Arquitetura pela Universidade Federal do Paraná.

O objetivo de Jaime Lerner era construir cidades melhores para todos, com mais facilidade de locomoção. Era um modernizador e, ao mesmo tempo, um humanista. Não há nenhuma cidade perfeita, e Curitiba também não o é. Mas a cidade é uma referência para o país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.