Morre o deputado federal Luiz Flávio Gomes, fundador da rede LFG

O parlamentar era considerado brilhante e era uma espécie de consultar, sobretudo na área criminal, dos demais deputados. Fez doutorado em Direito Pena na Espanha

O deputado federal Luiz Flávio Gomes, do PSB-SP, morreu na quarta-feira, 1º, aos 62 anos. Ele estava se tratando, há seis meses, de leucemia. Na terça-feira, 31, após passar mal, foi levado para um hospital em São Paulo. O corpo será cremado.

Luiz Flávio Gomes, mestre e doutor em Direito Penal, era deputado federal pelo PSB de São Paulo | Foto: Cleia Viana e Câmara dos Deputados

Luiz Flávio Gomes, jurista e professor, estava licenciado do mandato desde setembro de 2019. Depois de uma cirurgia para transplante de medula, ele se mostrava mais animado.

Em 2003, Luiz Flávio Gomes fundou a rede LFG, de ensino telepresencial. O grupo preparava pessoas para concursos públicos nas áreas fiscais e jurídicas. Ele era mestre em Direito Penal pela Universidade de São Paulo e doutor em Direito Penal pela Universidade Complutense de Madri.

Por seu amplo conhecimento jurídico, sobretudo no campo criminal, era consultado com frequência pelos deputados. Com outros parlamentares, ele analisou o pacote anticrime proposto pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Fernando Moro.

O movimento de combate à corrupção “Quero um Brasil Ético” foi criado por Luiz Flávio Gomes. Ele escreveu mais de 60 livros, como “O Jogo Sujo da Corrupção”, e foi comentarista do “Jornal da Cultura”.

Luiz Flávio foi delegado de polícia, promotor de justiça, juiz e advogado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.