Michael Sandel diz que Judiciário forte é contraponto a políticos autoritários, como Bolsonaro

“É importante que o Judiciário permaneça forte e independente, mesmo durante uma crise de saúde pública”, diz professor de Harvard

O filósofo Michael Sandel concedeu entrevista à revista “Veja”. Ele critica a onda populista, que busca retirar a autonomia da sociedade, e defende um Judiciário forte. Porque, afirma, um Judiciário independente é o contraponto adequado aos arroubos autoritários de certos dirigentes, como o presidente Jair Bolsonaro.

Michael Sandel: filósofo e professor da Harvard | Foto: Reprodução

O professor de Harvard comenta sobre Bolsonaro e Donald Trump: “Existem muitas semelhanças nas respostas de Donald Trump e Jair Bolsonaro à crise do coronavírus. Ambos procuraram subestimar ou minimizar o perigo do vírus. Eles também desafiaram a autoridade dos governadores e Estados ao exigir distanciamento social. Ambos ficaram frustrados com especialistas em saúde e médicos cujas opiniões contradizem a deles. Uma liderança forte em uma pandemia como esta requer qualidades de empatia e caráter que muitas vezes parecem ausentes nas respostas de Trump e Bolsonaro à crise”, afirma o professor da Harvard”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.