Mensagens de Whatsapp mostram que grupo de Lúcio Flávio é adepto ao “vale-tudo”

Grupo incentiva advogados militantes a se inscreverem em cursos da ESA, mas boicotarem as aulas

Salvador Daí dom_quixote_dali

Mensagens que estão circulando por Whatsapp e acabaram sendo divulgadas em grupos de advogados no Facebook mostram que aliados do candidato Lúcio Flávio de Paiva, da chapa OAB Que Queremos, estão dispostos a prejudicar até mesmo a própria categoria nestas eleições para tentar alcançar vitória.

A nova estratégia do grupo é incentivar advogados militantes a se inscreverem em cursos oferecidos pela Escola Superior de Advocacia do Estado de Goiás (ESA-GO), mas boicotarem as aulas. A ofensiva, aparentemente, teria o objetivo de impactar negativamente a atual gestão da Ordem dos Advogados do Brasil-Seção Goiás (OAB-GO), presidida por Enil Henrique.

Em um dos prints que circulam na internet, até mesmo o advogado Rafael Lara Martins, que deve ocupar a direção da ESA em caso de vitória de Lúcio Flávio, estimula o boicote. “Boa ideia, Clara. Vamos todos nos inscrever, mas não vamos”, diz.

A iniciativa do grupo de Lúcio Flávio alerta para o descompromisso com a instituição e deixa claro que, para esses advogados, vale-tudo, até mesmo agir sem ética profissional, para tentar chegar à presidência da entidade.

[Ilustração de Salvador Dalí sobre Dom Quixote]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.