MDB quer ter Antonio Gomide como candidato. Mas o deputado não bateu o martelo

Sem chance de comandar o PT, que é dirigido por Rubens Otoni, Antonio Gomide ainda não decidiu sobre seu futuro político

Sem chance nenhuma de comandar o PT, que será dirigido por Kátia Maria, mulher do deputado federal Rubens Otoni, o deputado estadual Antonio Gomide estuda convite feito por Daniel Vilela e Márcio Corrêa — presidentes, respectivamente, do MDB regional e do MDB de Anápolis — para se filiar ao MDB.

Rubens Otoni e Antônio Gomide: crise política (pelo poder) e familiar entre os irmãos

Gomide tem receio deixar o PT, que se tornou uma espécie de sua segunda pele. Mas é fato que o partido jamais vai permitir que, algum dia, assume o seu comando — apesar de seu histórico de militante fiel. Pelo enquanto for comandado por Rubens Otoni, seu irmão e, politicamente, adversário.

Márcio Corrêa afirma que o MDB não força a barra, porque respeita Antônio Gomide e também o PT. Mas, sim, gostaria de tê-lo como aliado e candidato pelo MDB. “Se for candidato a prefeito pelo MDB, a tendência é que Gomide consiga atrair, entre outros, o PSD e o PSDB. De imediato, será formada uma ampla frente política”.

O fato é que, apesar de convidado, Gomide não bateu o martelo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.