Marussa Boldrin pode retirar candidatura pra fortalecer Lucas do Vale

O MDB de Rio Verde não elege deputado há mais de uma década. Agora tem a chance de eleger o filho de Paulo do Vale

Marussa Boldrin: vereadora | Foto: Divulgação

O último deputado estadual eleito pelo MDB de Rio Verde foi o produtor rural Wagner Guimarães, em 2006. Desde então, nunca mais elegeu nenhum parlamentar para a Assembleia Legislativa.

Para a eleição de 2022, o partido decidiu lançar Lucas do Vale — médico conceituado em Rio Verde e na região Sudoeste.

Filho do prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale (União Brasil), o jovem Lucas do Vale é apontado como um dos possíveis campeões de voto, ao lado de Vivian Naves, do pP de Anápolis.

Porém, se tem um candidato sólido, com ampla estrutura, por que o MDB vai bancar uma segunda candidata — a vereadora Marussa Boldrin?

Lucas do Vale: pré-candidato a deputado estadual pelo MDB | Foto: Facebook

A vereadora Marussa Boldrin é considerada uma vereadora atuante, é uma cidadã de bem, e tem todo o direito de ser candidata. Mas há quem avalie que sua candidatura, no lugar de ajudar, pode prejudicar a de Lucas do Vale.

Noutras palavras, é mais racional eleger um deputado do que permitir que um candidato atrapalhe o outro.

Portanto, há quem considere que Marussa Boldrin deve retirar sua candidatura para que todo o MDB se una em torno da candidatura de Lucas do Vale.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.