Marquinho do Privê deve disputar Prefeitura de Caldas Novas com apoio de Magal e Magda

Unir o prefeito e a deputada é tarefa de Hércules. Mas o ex-parlamentar sugere que tem musculatura suficiente para conquistá-los

Marquinho do Privê: o ex-deputado estadual disse que havia abandonado a política, mas está de volta, se for candidato a prefeito de uma frente ampla pró-Caldas Novas

Caldas Novas se tornou uma terra — em termos políticos — de ninguém. O prefeito Evandro Magal, do PP, é conhecido como “o fantasma que anda”. A cidade não o respeita e clama para que deixe prefeitura o mais rápido possível. Se ele disser “fulano de tal é meu candidato” num dia, no dia seguinte o candidato tem de sair da cidade, para não ser apedrejado.  A deputada federal Magda Mofatto também está com dificuldade para bancar um nome. Seus aliados praticamente não têm identidade, quer dizer, sua força, se existe, deriva da energia da parlamentar.

Marquinho do Privê é o único candidato que pode unir Magda Mofatto e Evandro Magal

Ante o quadro de caos, de dificuldade de se produzir uma candidatura com o mínimo de consistência, o ex-deputado estadual Marquinho Palmerston, conhecido como Marquinho do Privê, afirma que está disposto a colocar seu nome na disputa de 2020. Ele disse na quinta-feira, 7, na Assembleia Legislativa, que está articulando tanto com Evandro Magal quanto com Magda Mofatto. Planeja ser o candidato de consenso dos dois “adversários” — até “inimigos” — figadais. A população vai aceitar? Ele acredita que sim.

Com Magal e Mofatto, Marquinho — o trio do “m” — certamente acredita que terá estrutura política e financeira para a disputa. No caso, tem razão.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.