O governador Marconi Perillo, ao contrário de peemedebistas como Daniel Vilela e Maguito Vilela — este, posicionou-se contra o impeachment —, tem força com a equipe do “governo” de Michel Temer. Tanto pelo contato direto com o “presidente” quanto pela interlocução com ministros que são aliados e, até, amigos.

Um aliado de Michel Temer disse ao Jornal Opção que o “presidente” ficou satisfeito com o fato de 14 deputados ligados a Marconi Perillo terem votado pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. Dois senadores conectados com o tucano-chefe, Lúcia Vânia (PSB) e Wilder Morais (PP), trabalham pelo impeachment.