O governador Marconi Perillo disse recentemente, e falava a sério, que muitos daqueles que estão perto dele deverão ser os últimos a serem nomeados. O motivo? Uma espécie de prova de lealdade.