Márcio Messias e advogados planejam lançar chapa nas eleições da OAB.

Divulgação

Há um consenso na advocacia goiana: o presidente da OAB-GO, Lúcio Flávio Siqueira, não inovou e sua gestão pode ser qualificada de “feijão com arroz”. As oposições estão se articulando e possivelmente vão retirá-lo do poder na disputa que se dará no fim deste ano.

Pedro Paulo Medeiros, o Pepê, foi ungido por alguns caciques da advocacia para representar as oposições e será candidato a presidente.

A disputa eleitoral, entretanto, pode sofrer reviravolta com o lançamento de uma terceira candidatura, já que o maior crítico das mazelas da advocacia e do judiciário goiano, o advogado e colunista deste jornal, Márcio Messias Cunha, tem sido constantemente assediado por colegas para liderar uma chapa que apresente a possibilidade de ouvir os clamores da classe e que traga para esse grupo influentes nomes e ainda abra espaços para novas lideranças.

Márcio diz que é homem de grupo e que fará de tudo para tirar a advocacia goiana do ostracismo.

Os projetos do possível candidato são ousados. Para início de conversa, ele não irá admitir que ninguém “compre” uma vaga no conselho, pois, segundo ele, a partir do momento em que isso ocorrer, ficará difícil cobrar um engajamento em prol da advocacia.

Diante disso, pretende executar uma campanha eminentemente virtual, por meio das redes sociais, sem espaço para tentativas de cooptação de votos através de festas regradas à cerveja.

Mas o que mais impressiona é o fato de que Márcio Messias Cunha dizer que a eventual campanha terá tão somente uma proposta que será registrada em cartório. Muitos desejam saber qual será essa proposta, mas Márcio não revela.

Adianta, no entanto, que a implantação desta proposta irá mudar a vida de todos advogados goianos. Por questão de estratégia Márcio diz que não revelará a ideia neste momento, pois poderá ser plagiado.

Uma coisa é certa: o aparelho de celular de Márcio, através do aplicativo WhatsApp, está cheio de pedidos de advogados querendo fazer parte desse projeto e participar da campanha.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.