Aliados de Ronaldo Caiado sugerem que o prefeito da capital pode disputar a eleição pelo DEM

Maguito Vilela: forte chance de ser eleito prefeito de Goiânia | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Uma das principais virtudes do ex-governador Maguito Vilela é a lealdade incontornável. Em 1998, com mais de 90% de aprovação popular, Maguito abriu espaço para Iris Rezende disputar o governo — e perder para Marconi Perillo, então um garoto de 35 anos.

No momento, Maguito quer disputar a Prefeitura de Goiânia, mas já disse aos aliados que, se Iris Rezende for candidato, planeja apoiá-lo. Ele só disputa se Iris Rezende abrir espaço e apoiá-lo declaradamente. O ex-governador e ex-prefeito de Aparecida de Goiânia é assim: não costuma pôr o pé na porta.

Mas um grupo de aliados está lhe dizendo que o fato de que Iris Rezende planeja colocar um vice indicado pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), sugere que não quer compor com o MDB dos Vilelas, quer dizer, Daniel Vilela, o presidente regional do partido, e Maguito Vilela. Por que não aceitar Maguito Vilela como vice, por exemplo, e optar por um caiadista?

Ronaldo Caiado e Iris Rezende: o prefeito pode disputar a reeleição pelo DEM ou ter um filiado do Democratas como vice | Foto: Reprodução

Os aliados dos Vilelas sugerem que Maguito seja candidato, mesmo contra Iris Rezende, porque as pesquisas qualitativas indicam que pode vencê-lo. Aliás, se o candidato for Maguito, será mais fácil derrotar Iris Rezende, porque a imagem do ex-governador é de gestor eficiente e criativo e que trabalha durante os quatro anos da gestão — e não apenas nos dois últimos anos, pensando na disputa eleitoral.

Há dois caminhos. Primeiro, Maguito poderia ir para a convenção do MDB e teria chance de derrotar Iris Rezende. Segundo, Daniel Vilela ficaria no MDB, mas Maguito se filiaria ao PP para disputar a eleição.

Já se ouviu, entre aliados de Ronaldo Caiado, que ninguém fique surpreso se Iris Rezende disputar a Prefeitura de Goiânia pelo DEM.