Lula diz que feministas do PT são mulheres de grelo duro e cobra ataque a procurador de Justiça. Veja vídeo

Numa conversa com Paulo Vannuchi, o ex-presidente perde as estribeiras e chama procurador de justiça de “filho da puta”

Lula com Paulo Vannuchi

Parece inacreditável, mas, quando se trata de Lula da Silva, o mínimo de pudor e decoro não existe. Ele atropela tudo — pessoas, a Língua Portuguesa, decência. Suas palavras, captadas por grampo telefônico numa conversa com Paulo Vannuchi (logo um homem que defende os direitos humanos), revela um desprezo visceral pelas feministas e pelas mulheres em geral.

Lula diz: “Nós vamos pegar esse de Rondônia agora e vamos botar a Fátima Bezerra e a Maria do Rosário em cima dele. Lula: Sabe, porque… até a Clara Ant (…) porque fica procurando o que fazer. Faz um movimento da mulher contra esse filho da puta. Porque ele batia na mulher, levava ela pro culto, deixava ela se fuder, dava chibatada nela. Cadê as mulheres de grelo duro do nosso partido?”

As mulheres de grelo duro são as feministas, segundo a interpretação enviesada e desrespeitosa de Lula da Silva. As deputadas do PT ficaram caladas.

Sobre o procurador de Justiça, o ex-presidente atacou, com golpes abaixo da linha de cintura: Lula: “Aquele filho da puta daquele procurador antes de dar a notícia da intimação na quinta-feira para o advogado deu pra Globonews. É um filho da puta mesmo”.

https://www.youtube.com/watch?v=17624usCruE

O teor do grampo telefônico

Lula: Alô

Vannucchi: Fala, chefe.

Lula: Você ficou de me dar um retorno.

Vannuchi: Então, eu avisei para ele agora e o que aconteceu é que liguei no contato e soube que ele estava na UTI, situação grave, porque é respiratória, não dá pra falar direito. Não é uma situação grave de risco de vida, é o tal do enfisema. Aí eu falei com o genro, que também é da área, conhece. Primeiro eu perguntei ao genro se ele tinha uma condição de diretamente falar com a pessoa e ele respondeu que não. Não tenho contato, tem que ser com ele mesmo. Amanhã eu vou visitá-lo. Na hora que vi o recado do Moraes pra eu ligar, eu liguei pra ele e ele falou que tá indo daqui a pouco, já leu nos jornais, já sabe do que se trata e vai perguntar para ele. Você acha que ele tem condição de nessas coisas, canudo no nariz, telefonar, eu vou ver lá, vou sentir.

Lula: Tira o canudo por 30 segundos, caralho.

Vannuchi: Então, eu vou nessa expectativa e te dou uma resposta ainda hoje.

Lula: Sabe qual é a nossa ação.

Vannuchi: Sei.

Lula: Aquele filho da puta daquele procurador antes de dar a notícia da intimação na quinta-feira para o advogado deu pra Globonews. É um filho da p*** mesmo.

Vannuchi: Ativista político, coxinha.

Lula: O problema é o seguinte, Paulinho. Nós temos que comprar essa briga. Eu sei que é difícil, sabe. Às vezes fico pensando até se o Aragão devia cumprir um papel de homem nessa porra. O Aragão parece nosso amigo, parece, parece, parece, mas tá sempre dizendo olha… sabe.

Vanucchi: É. O pessoal tá assustado.

Lula: Nós vamos pegar esse de Rondônia agora e vamos botar a Fátima Bezerra e a Maria do Rosário em cima dele.

Vannuchi: Isso mesmo.

Lula: Sabe, porque… até a Clara Ant (…) porque fica procurando o que fazer. Faz um movimento da mulher contra esse filho da puta. Porque ele batia na mulher, levava ela pro culto, deixava ela se fuder, dava chibatada nela. Cadê as mulheres de grelo duro do nosso partido?

Vanucchi: É isso aí. Sua fala foi muito boa.

2 respostas para “Lula diz que feministas do PT são mulheres de grelo duro e cobra ataque a procurador de Justiça. Veja vídeo”

  1. A linguagem de gângster merece o repúdio da sociedade. Próximos do ex-presidente demonstram adesão – como Wagão – ou afastamento como a madre Teresa da política nacional, a sumida Marina.

  2. Marcelo Samsa disse:

    Depois da paudurescência, a grelodurescência.
    Será que alguém se ofendeu com isso?

    Pois é, e essas falas nem eram para estar circulando por aí. Fico pensando na quantidade de coisa que falo em minha privacidade e que eu não gostaria que todos soubessem. Terrível! Precisamos aprender a nos colocar no lugar dos outros…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.