Listão de candidatos apontados como favoritos pra vereador em Rio Verde

Favoritos não quer dizer eleitos. Experts na política de Rio Verde dizem que os listados contam com estrutura, tem experiência política e tem padrinhos fortes

Eleição para vereador é, às vezes, uma caixinha de surpresas. Há os superfavoritos, que dificilmente perdem, e em geral já são vereadores. Entretanto, de repente, os eleitores surpreendem e elegem um nome novo, que não estava listado como favorito. Portanto, a lista que se divulgará a seguir, elaborada com o apoio de cinco experts na política de Rio Verde, sugere vários nomes com possibilidade de serem eleitos, apontando, inclusive, os que são considerados superfavoritos. Não se trata, portanto, de uma lista que garanta que os citados serão eleitos, e sim que têm alta possibilidade de vencer o pleito.

A lista inclui 27 nomes, mas, como a Câmara Municipal de Verde tem 21 vereadores, seis vão de ficar de fora. Aliás, mais poderão ficar de fora. Porque há a possibilidade de candidatos não listados serem eleitos, surpreendendo os experts em política da cidade.

O partido Democratas, do prefeito Paulo do Vale, tende, segundo as fontes, a eleger ao menos quatro vereadores — os três listados e mais um.

O PDT trabalha para eleger dois vereadores.

A chapa do PSB é forte e, por isso, é chamada por alguns de “a chapa da morte”. Quatro nomes são considerados fortes, mas acredita-se que o partido fará de dois a três vereadores. O mais forte do grupo é James Borges, cunhado do presidente da Assembleia Legislativa, Lissauer Vieira.

O PSD do ex-prefeito Juraci Martins aposta que elegerá de dois a três vereadores. Os mais cotados são Soldado Fernando e Orestes da Habitação.

O MDB tem uma chapa consistente, com Celso do Clube, Lúcia Batista, Leonardo Fonseca, Marussa Boldrin, Cabo Morais. Os favoritos são Lúcia Batista e Leonardo Fonseca. Mas o partido está lutando para eleger pelo menos mais um ou até mais dois.

Os favoritos do PP são Armando Fonseca Filho e Batoré.

O Patriota tem nomes fortes, como Idelson Menes e Luiz Encanador.

Com poucos candidatos, o PSDB corre o risco de não ter coeficiente eleitoral para eleger sequer um vereador. Assim como o PT, que tem a vantagem de ter mais candidatos.

Por que os candidatos listados são apontados como “favoritos”? Porque, dizem os experts, contam com mais estrutura, experiência política e, alguns, têm padrinhos fortes (Paulo do Vale, Lissauer Vieira, Karlos Cabral, Osvaldo Fonseca e Juraci Martins).

1 — Andreia Protetora (PSD)

2 — Armando Fonseca Filho (PP) — Superfavorito

3 — Cabo Morais (MDB)

4 — Celso do Clube (MDB)

5 — Elvis Hospital Brinquedos (PSB)

6 — Geraldo Neto (PDT) — Disputa uma vaga com Paulo do Casamento.

7 — Idelson Mendes (Patriota) — Superfavorito

8 — James Borges (PSB) — Superfavorito

9 — Leonardo Fonseca MDB) — Superfavorito

10 — Leonardo Veloso (PSB)

11 — Lindomar Neves (DEM) — Superfavorito

12 — Lúcia Batista (MDB) — Superfavorita

13 — Luciano Perpétuo (PDT) — Superfavorito

14 — Lucivaldo da Saúde (DEM) — Superfavorito. Foi presidente da Câmara.

15 — Luis Encanador (Patriota)

16 — Marlos Marques (PP)

17 — Marussa Boldrin (MDB)

18 — Mirna Santos (PSD)

19 — Nathália Casagrande (Solidariedade)

20 — Nayara Barcellos (PRTB) — Forte, individualmente, mas pode esbarrar no coeficiente.

21 — Orestes Ferreira da Habitação (PSD)

22 — Paulo do Casamento (PDT) — Bancado pelo deputado Karlos Cabral.

23 — Ronaldinho Cruvinel (PSB) — Superfavorito, grande estrutura.

24 — Sargento Ubiratan (Patriota) — Superfavorito. Da confiança do prefeito Paulo do Vale.

25 — Soldado Fernando (PSD)

26 — Zé Antônio Batoré (PP)

27 — Zé Henrique (DEM) – Superfavorito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.