Kajuru leva viúvas das vítimas de acidente do time da Chapecoense ao ministro Sergio Moro

O senador de Goiás assume defesa das viúvas e cobra indenização à seguradora AON. “Tem pessoas passando fome”

Senador Jorge Kajuru e o ministro da Justiça, Sergio Moro | Foto: Divulgação

Há quase três anos, em 28 de novembro de 2016, um avião da Lamia caiu na Colômbia com 77 pessoas a bordo — 71 morreram e seis sobreviveram (algumas com sequelas). A maioria dos mortos tinha ligação com a Chapecoense, time de futebol de Santa Catarina. Eram jogadores e integrantes da comissão técnica. Também estavam no voo jornalistas, além dos tripulantes. Até hoje, viúvas e parentes não foram indenizados. O senador Jorge Kajuru (Patriota-GO) disse ao Jornal Opção que a seguradora inglesa AON procrastina e não paga as indenizações. “As pessoas tiveram parte de suas vidas destruídas, além da perda afetiva em si, e há casos de pessoas que estão praticamente passando fome”, denuncia o senador.

Mara Paiva, viúva do ex-jogador, técnico e comentarista Mário Sérgio Pontes de Paiva | Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Kajuru afirma que, ao saber da situação das famílias, decidiu entrar na briga, em defesa delas. “Há pessoas que ouvem a história e parecem pensar: ‘É triste, mas não é comigo’. No meu caso, estou entrando de cabeça na história, em defesa de quem, a rigor, não tem proteção alguma. Fui escolhido pelos senadores para cobrar que o governo do presidente Jair Bolsonaro — que aprecia futebol — entre na história e atue para que se faça justiça. O ministro da Justiça, Sergio Fernando Moro, vai receber as viúvas na terça-feira, 20, às 17 horas, em Brasília. Estarão comigo a líder das viúvas, Mara Paiva [viúva do ex-jogador, técnico e comentarista esportivo Mário Sérgio], o advogado do grupo, o perito e os senadores Nelsinho Trad, Romário, Leila do Vôlei e Esperidião Amin. A seguradora AON diz que está ‘conversando’, ‘acertando’, mas o caso já tem mais de 2 anos e meio e já tem família passando fome. É um caso para o ministro da Justiça. E é, repito, um caso urgente. A AON precisa respeitar os direitos das viúvas. Não digo nem se preocupar com o sofrimento das famílias, porque dirigentes de certas instituições, como bancos e corretores de seguro, só pensam mesmo no lucro.”

Uma resposta para “Kajuru leva viúvas das vítimas de acidente do time da Chapecoense ao ministro Sergio Moro”

  1. Avatar ADAILSONDE MOURA disse:

    Esse é um país chamado BRASIL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.