Kajuru diz que torce pelo sucesso de Bolsonaro e abomina a fracassomania

“Há quem torça contra o sucesso de Bolsonaro. É a tal fracassomania. Pois eu torço pelo sucesso de Bolsonaro porque, insisto, torço pelo sucesso do Brasil”

O senador Jorge Kajuru, do PSB de Goiás, é um dos políticos mais próximos do presidente Jair Bolsonaro e da primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

“A Michelle Bolsonaro é uma pessoa simpática, sensível e inteligente. Ela ouve o interlocutor com o máximo de interesse, sobretudo quando suas preocupações com o país e sociais são mesmo genuínas. Por isso empolgou-se com o Hospital de Diabéticos que criei em Goiás e agora o governo federal vai transformar em modelo para o país”, frisa Kajuru.

Jair Bolsonaro e Jorge Kajuru: convergência de projetos | Foto: Divulgação

Sobre Bolsonaro: “O presidente Bolsonaro ouve, gosta de conversar. Ele me ouve. É um cara bom, humilde. Eu chamo a atenção dele, respeitosamente, e ele escuta. Eu às vezes digo, com minha experiência de comunicador: ‘Presidente, está falando demais. Vamos cuidar do governo e pensar no Brasil e na aprovação dos projetos’. Ele gosta disso, de pessoas sinceras, diretas”.

Um jornalista do site “O Antagonista” diz que Kajuru é o “queridinho de Bolsonaro”. “Não me importo com isso. O fato é que o presidente gosta de mim e me chama para conversar. Ele me atende a qualquer horário. Porque sabe que não sou fisiológico e só quero o bem do meu país e do Estado de Goiás. Não sou de esquerda, nem de direita — sou um democrata radical. Defendo o país e me insurjo contra quem tenta prejudicá-lo. Uma coisa é certa: Bolsonaro quer acertar e tem um projeto de país. Convém esperar um pouco mais. Ele pegou o país com uma crise medonha e tem de administrá-la como se fosse ‘sua’, porque é do país.”

Jair Bolsonaro e Michelle Bolsonaro | Foto: Reprodução

Kajuru frisa que, ao enfrentar o bombardeio da esquerda, Bolsonaro “está plenamente consciente do que está fazendo. Mas ele sabe que a luta legal não é essa, e sim a defesa de projetos para a retomada do crescimento econômico e do desenvolvimento. Estou junto na luta maior, a do bem do país, dos trabalhadores.” O senador sublinha que “Bolsonaro sabe que o fundamental é a recuperação da economia e melhorar a vida do povo”.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, é, na opinião de Kajuru, um técnico altamente preparado. “Mas precisa entender que o governo não pode prejudicar os trabalhadores. Porque quem tenta fazer isto acaba dando com os burros n’água. Bolsonaro, como político, tem mais percepção do que está acontecendo do que muita gente pensa. Ele é inteligente, antenado e habilidoso. E comanda mesmo. Ele sabe o que é autoridade e a liturgia do poder.”

A indicação de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos tem a aprovação de Kajuru. “Bolsonaro está certo. Ele é amigo do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e por isso abrirá mais portas para o Brasil. Ele é jovem, mas atento. E vai negociar como se o próprio presidente estivesse negociando, articulando por cima, com alto prestígio. Atrevo-me a dizer que nepotismo do bem — para o bem — não é do mal.”

O governo de Bolsonaro está começando a “arrancar”, na opinião de Kajuru. “Há quem torça contra o sucesso de Bolsonaro. É a tal fracassomania. Pois eu torço pelo sucesso de Bolsonaro porque, insisto, torço pelo sucesso do Brasil.”

Sobre o Plano Guedes, Kajuru sublinha que os senadores estão divididos. “Uns aprovam, outros não e há os que querem examiná-lo melhor. É preciso ter uma visão que beneficie os trabalhadores. Não se pode pensar num plano tão-somente para o mercado”, destaca o senador.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Marcos

Lamentável a postura do kajuru. Como dizem, pra conhecer o verdadeiro caráter de uma pessoa basta colocá-la no poder. Agora que foi eleito senador está mostrando de fato o covarde que é.