Kajuru diz que Senado vai evitar a extinção do Fundeb

O senador por Goiás afirma que o fim do Fundeb poderia significar que milhões de estudantes teriam de deixar as escolas

O senador Jorge Kajuru, do PSB, disse ao Jornal Opção que apresentou um projeto para que o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação se torne permanente. Legalmente, o Fundeb expira em 2020.

O projeto para tornar o Fundeb permanente foi apresentado em 28 de março, por Kajuru, e deve ser votado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na terça-feira, 21. O relator Zequinha Abreu é favorável à aprovação da proposta do senador por Goiás.

Jorge Kajuru, senador pelo PSB de Goiás| Divulgação

“Acabar com o Fundeb, num país com tantas desigualdades, com municípios que mal conseguem sobreviver, seria um crime de lesa-pátria. Se acabar, o governo federal, com Jair Bolsonaro ou qualquer outro, estará dizendo não à educação de milhões de estudantes pobres e de classe média baixa. Pelo menos 600 mil crianças em Goiás e 65 milhões em todo o Brasil são beneficiadas pelo fundo. Por isso, depois de aprovado no Senado, postulo que será aprovado na Câmara dos Deputados”, afirma Kajuru.

“Fala-se tanto no Brasil como país do futuro, secundando a ideia do escritor austríaco Stefan Zweig, mas qual futuro se o governo não patrocinar a educação de crianças e adolescentes? A redenção das pessoas, se se pode dizer assim, só virá por intermédio da educação. Educar bem, de maneira democrática, é tão importante quanto não deixar as pessoas passarem fome”, frisa o vereador.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.