Justiça americana prende Steve Bannon, ex-conselheiro de Trump, por fraude

O ideólogo de extrema direita é causado de desviar dinheiro que seria usado para construir muro na fronteira com o México

Donald Trump e Steve Bannon | Foto: Reprodução

De mago da direita americana, Steve Banon se tornou o mago da extrema direita europeia — “ensinando-a” a conquistar ou manter o poder. Ele atua na França, na Itália, na Espanha e, entre outros, na Hungria. É recebido pelas estrelas da direita como o “deus do marketing” político. Os Bolsonaro também estão entre seus admiradores. Mas, aos menos nos Estados Unidos, a situação está cinza para o marqueteiro-ideólogo.

Steve Bannon e três aliados foram presos por fraude pela Justiça de Nova York na quinta-feira, 20. O ideólogo teria desviado dinheiro, relata a “Veja”, “de um fundo criado por Donald Trump para investir em um muro na fronteira com o México”.

Steve Bannon e Jair Bolsonaro: identidade ideológica | Foto: Reprodução

Segundo a procuradora interina do distrito sul de Nova York, Audrey Strauss, “Bannon e outros três acusados ‘cometeram uma fraude de centenas de milhares de dólares, capitalizando seu interesse de financiar um muro na fronteira para arrecadar milhões, sob o falso pretexto de que todo o dinheiro seria gasto na construção’, quando na verdade parte da quantia ‘foi destinada a financiar o luxuoso estilo de vida’ de Brian Kolfage, fundador da campanha para construir o muro”.

Leia mais sobre Steve Bannon

Steve Bannon e a tecnificação da política — uma pequena história (I)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.