José Eliton ganha em Jalles Fontoura um aliado contra Ronaldo Caiado

Até quarta-feira, 26, o vice-governador José Eliton (PP) lutava sozinho contra a indicação do deputado federal Ronaldo Caiado para compor a chapa majoritária articulada pelo governador Marconi Perillo (PSDB). Se Caiado for candidato a senador na chapa do tucano-chefe, a tendência é que o deputado federal Vilmar Rocha seja indicado para vice e, com isso, José Eliton perderia espaço na chapa. Mas agora um peso-pesado, o prefeito de Goianésia, Jalles Fontoura (PSDB), entrou em campo contra a indicação de Caiado. Em artigo publicado em “O Popular”, o tucano diz que, se apoiar Caiado, a coligação governista estará dando prova de que sofre da síndrome de estocolmo.

Jalles Fontoura não está defendendo José Eliton, e sim seu aliado e amigo Vilmar Rocha (PSD). Vilmar, cotado para vice, prefere ser candidato a senador.

Há também uma vingança histórica: em 2002, Jalles Fontoura queria ser candidato a senador, mas Caiado bancou o então secretário de Segurança Pública, o procurador de justiça Demóstenes Torres, para a disputa. Na época, Jalles era filiado ao DEM (ex-PFL). E há um contencioso histórico entre os Caiado e a família de Jalles Fontoura e Otavinho Lage. Não é coisa recente, portanto.

Deixe um comentário