Jornalista garante que Dilma Rousseff, passado o impeachment, vai sair do PT

O colunista Leandro Mazzini diz que a ex-presidente, se definitivamente cassada, “irá dedicar sua agenda livre a causas nacionais e internacionais”

Presidente Dilma Rousseff e senador Delcídio do Amaral: o governo perde

Presidente Dilma Rousseff e senador Delcídio do Amaral: o governo perde

A coluna “Esplanada” (“O Dia”), assinada pelo jornalista Leandro Mazzini, afirma que a presidente afastada Dilma Rousseff vai deixar o PT assim que terminar o processo de impeachment. “Depois das últimas trocas de farpas com a cúpula do PT, a presidente afastada Dilma Rousseff está determinada a deixar a legenda assim que o Senado selar a aprovação do impeachment, que se inicia hoje. Inelegível por oito anos, a futura ex-petista irá dedicar sua agenda livre a causas nacionais e internacionais associadas a movimentos feministas e de combate à pobreza. Procura patrocinadores desde já”, afirma o repórter.

É provável que, durante o dia, Dilma Rousseff conteste a informação do jornalista. Mas o que se sabe é que o PT também quer se ver livre da presidente afastada, que, a rigor, nunca foi considerada petista por integrantes proeminentes do partido. “Ah, aquele pedetista”, costumavam dizer petistas até em reuniões do PT.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.