Joaquim Barbosa é contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff

“Não há motivos. Tem que se ter provas diretas, frontais, de ações tomadas pela presidente. O impeachment é um mecanismo brutal que não pode ser usado de qualquer maneira”

Joaquim Barbosa e Dilma Rousseff tn_620_600_STF_Barbosa_posse1

O repórter Lauro Jardim, colunista de “O Globo”, publicou no domingo, 11, que o ex-presidente Joaquim Barbosa é contrário ao impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Segundo o jornalista, Joaquim Barbosa — que, como presidente do Supremo Tribunal Federal, comandou o julgamento que levou petistas e outros políticos à cadeia, devido o mensalão — “é radicalmente contra tirar Dilma Rousseff do cargo, ao menos com o que surgiu até agora”.

“Não há motivos. Tem que se ter provas diretas, frontais, de ações tomadas pela própria presidente. O impeachment é um mecanismo brutal que não pode ser usado de qualquer maneira”, afirma Joaquim Barbosa.

A posição do ex-ministro do SFT certamente vai surpreender àqueles que querem e trabalham pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff. Mas prova, mais uma vez, sua isenção ao examinar os fatos e ao julgar políticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.