João Doria prefere Célio Silveira no comando do PSDB em Goiás

A cúpula do partido quer na direção um líder que tenha participação na política nacional. É o que se diz nos bastidores

João Dória Jr . quer alguém de estatura nacional no comando do PSDB de Goiás | Foto: @Jdoriajr

A política nacional se faz a partir de Brasília. Na capital do país, o valor de um político é avaliado da seguinte forma: tem ou não tem mandato de deputado federal, senador ou presidente da República? Se não tiver mandato não tem força e espaço e se torna um cidadão do segundo time.

No PSDB nacional, dado o fato de ser governador de São Paulo — cujo PIB é maior do que de vários países da América Latina —, João Doria está dando as cartas. O comando do tucanato passa, desde já, por suas mãos. Até porque a Praça Sé e o Viaduto Santa Ifigênia “sabem” que o governante do “país” chamado São Paulo pretende disputar a Presidência da República em 2022. Porque acredita que há um vácuo político e que, no poder, Jair Bolsonaro não está conseguindo preenchê-lo.

Célio Silveira: o único deputado federal do PSDB em Goiás vai ser desprezado pelos líderes políticos do tucanato? | Foto: Renan Accioly

Como vai assumir — na prática, já assumiu — o comando do PSDB nacional, para desde já se fortalecer no país como pré-candidato a presidente da República, João Doria planeja reconstruir o partido, tornando-o uma força mais homogênea. Ele quer o tucanato nos Estados voltado não apenas para as questões locais, e sim sobretudo direcionado para as questões nacionais. A tendência é que os comandos nos Estados fiquem nas mãos de políticos com mandato federal — quer dizer, deputados federais e senadores.

Em Goiás, para citar um exemplo, João Doria está cada vez mais afinado com o deputado federal Célio Silveira — o único do partido eleito na disputa de 2018. Eles têm conversado e falado sobre a reorganização do PSDB como uma força política local, mas também, e sobretudo, nacional. O governador de São Paulo não fez nenhuma afirmação formal a respeito, mas gostaria que Célio Silveira assumisse o comando regional do PSDB em Goiás.

João Doria e outros líderes não pretendem decretar intervenção no PSDB de Goiás, mas, ao menos nos bastidores, confirmam que preferem na direção regional um político que tenha participação na política nacional. A intervenção, portanto, não está na ordem do dia e nem é considerada necessária. Mas que a cúpula nacional quer um deputado federal no comando do partido — no caso, Célio Silveira (dado seu status de deputado federal) —, trata-se de “um fato”, e não de mera especulação. O que se diz, em Brasília, é que a cúpula regional precisa entender o recado nacional. O partido está esfacelado em Goiás e, para se reorganizar, vai precisar da força dos grupos nacionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.