Jardel Sebba defende trabalhadores da Mitsubishi

O prefeito afirma que, mesmo na crise, a empresa continua contribuindo para o desenvolvimento de Catalão

Jardel Sebba e o diretor da Mitsubishi 800b22ef-3ec8-46d7-90e8-613a8f46c5aa

O prefeito Jardel Sebba (PSDB) gira em alta aceleração na batalha para assegurar o nível de empregos na unidade da Mitsubishi Motors do Brasil (MMC) em Catalão. A empresa tem 200 mil m² de área construída na cidade e gera cerca 2,5 mil postos de trabalho, além de aproximadamente 9 mil empregos indiretos.

Jardel é um gestor moderno e sabe dimensionar o papel de uma empresa multinacional em Catalão, tanto que mantém interlocução permanente com a Mitsubishi. Na semana passada, como faz rotineiramente, ele se reuniu com o presidente da MMC, Alfredo Sestini (na foto, com Jardel Sebba). A parceria tem rendido benefícios para Catalão: apesar da crise, a empresa segue produzindo riquezas para o município.

Para defender os empregos gerados no município, Jardel não mede esforços. Ele até aceitou ser testemunha de defesa da Mitsubishi na Operação Zelotes, deflagrada para apurar a aprovação de MPs que beneficiaram o setor automotivo. No depoimento, sem entrar no mérito da denúncia, o prefeito destacou o papel da empresa no desenvolvimento econômico de Catalão e foi taxativo ao se posicionar pela preservação dos postos de trabalho da unidade no município.

“A Mitsubishi me pediu para testemunhar a favor dela, no sentido de explicitar à Justiça os investimentos e o que representa em termos de geração de empregos na nossa cidade”, disse, acrescentando que Catalão aparece na 42ª posição entre as 100 melhores cidades brasileiras com melhor infraestrutura no Brasil. O ranking, elaborado pela consultoria Urban Systems, foi publicado pela revista Exame e faz parte da pesquisa “As melhores cidades do Brasil para fazer negócios”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.