O prefeito avalia que, do ponto de vista políticos, Denes Pereira, Alexandre Magalhães, Rodrigo Melo e Eduardo Zaratz não têm sido eficientes

Em janeiro, Iris Rezende vai fazer uma reforma administrativa. Ao menos dois secretários — o da Educação é um dos “cotados” — serão exonerados. Três secretários deverão ser remanejados. O prefeito de Goiânia estuda criar uma Secretaria Legislativa para auxiliar o secretário de Governo, Samuel Almeida, na interface com os vereadores. Presidentes de partidos que têm vereadores que “atacam” a gestão do peemedebista deverão ser trocados. Denes Pereira, do PRTB, Alexandre Magalhães, do PSDB, Rodrigo Melo, do PROS, Eduardo Zaratz, do PV, não conseguem controlar seus vereadores.