Iris Rezende aumenta artilharia porque teme que Vanderlan Cardoso vá para o 2º turno em 1º lugar

Irismo ataca o candidato do PSB cada vez com mais intensidade porque teme que sua ascensão seja incontrolável. O peemedebista tenta barrá-la

Vanderlan Cardoso vive seu “momento de campanha”, subindo, enquanto Iris Rezende está estagnado | Fotos: Fernando Leite/ Jornal Opção

Vanderlan Cardoso (PSB) e Iris Rezende (PMDB): a ascensão do primeiro, aparentemente incontrolável, está provocando a artilharia do segundo | Fotos: Fernando Leite/ Jornal Opção

O marketing de Iris Rezende é tão contraditório que deixa de perceber que o eleitor é inteligente e perspicaz. Por que o candidato do PMDB a prefeito de Goiânia diz que vai “ganhar” no primeiro turno e, ao mesmo tempo, ataca, com extrema virulência, o candidato do PSB, Vanderlan Cardoso?

A tese peemedebista, ainda que não esboçada publicamente, só subliminarmente, é a seguinte: Iris Rezende está atacando Vanderlan Cardoso para evitar que a eleição vá para o segundo turno. Esta é a tese que o peemedebismo quer que o goianiense e seus militantes acreditem. Mas a realidade é outra e convidamos o leitor a percebê-la com nitidez

O irismo está “atacando” Vanderlan Cardoso, cada vez mais, porque o postulante socialista está crescendo nas pesquisas, e aparentemente de maneira incontrolável. O que Iris Rezende e seus aliados temem de verdade é que Vanderlan Cardoso vá para o segundo turno em primeiro lugar. Esta é, na verdade, a razão principal dos ataques e, claro, do desespero do irismo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.