Iris banca Andrey para a Câmara. Mas Romário, Rogério e Novandir estão no páreo

Pré-acordos feitos por Andrey Azeredo provoca rebelião na própria base de Iris Rezende e podem contribuir para eleger Romário Policarpo, Rogério Cruz ou Sargento Novandir

Andrey Azeredo: é o favorito? Sim, porque, se eleito, será um secretário informal de Iris REzende | Reprodução/Facebook

O verdadeiro presidente da Câmara Municipal de Goiânia quase sempre é o prefeito. Ele define quem deve assumir ou não deve assumir o comando do Legislativo. Quando prefeito, Paulo Garcia, do PT, não tinha o controle absoluto — na verdade, raramente algum prefeito tem — dos vereadores. Claro que mantinha sua bancadinha, azeitada com cargos na prefeitura e algumas benesses, como obras em bairros que os vereadores representam, mas não mandava na Câmara.

Com o prefeito Iris Rezende a coisa é diferente. O peemedebista manda na prefeitura, na Câmara e no PMDB de Goiânia e, por vezes, até nos partidos aliados. A maioria dos vereadores tem mais simpatia por Wellington Peixoto, que, se não fosse a interferência do poderoso chefão, teria chance de ser eleito presidente. Todos estão engolindo a candidatura de Andrey Azeredo, tido como cristão-novo, mas, para Iris Rezende, é um cristão-velho. O prefeito cortou as asas de clécio Alves e abaixou a crista de Wellington Peixoto, mandando que o PMDB e, até, seus aliados apoiassem Andrey Azeredo — que, a rigor, é um político e técnico dos mais qualificados para presidir o Legislativo. Não é um político viciado. Se eleito presidente, vai moralizar a Câmara? Não se sabe. O que se sabe é que vai funcionar como um “secretário” informal do prefeito Iris Rezende.

Rebelião na base irista

Romário Policarpo é cotado para presidir a Câmara Municipal de Goiânia

A Câmara vai engolir Andrey Azeredo goela abaixo? É a tendência. Mas, no momento em que este texto está sendo escrito, processa-se uma rebelião, ou uma micro rebelião. O G-14, ou G-15, se conseguir obter o apoio de mais quatro vereadores—o que não é impossível, mas é muito difícil—, pode lançar uma alternativa a Andrey Azeredo. O que se espera é que o G-14 consiga atrair quatro apoiadores do grupo que apoia Andrey Azeredo. Eles estariam insatisfeitos com os pré-acordos firmados pelo vereador do PMDB, que estaria atendendo mais alguns vereadores, como Sabrina Garcez (seria contemplada com vários cargos relevantes na Câmara), do Partido da Mulher Brasileira, em detrimento de outros colegas. Vão romper com Andrey Azeredo, que estaria atropelando todo mundo? Difícil, até muito difícil, mas não impossível. Qual a dificuldade? Eles estariam rompendo com Iris Rezende e não com Andrey Azeredo.

Rogério Cruz é um vereador articulado e é cotado para presidir o Legislativo

Mas o G-14 não avalia que estará rompendo com Iris Rezende, porque o apoia política e administrativamente. Entre os nomes que estão sendo articulados para presidente da Câmara estão Romário Policarpo, do PSC, Sargento Novandir, do PSDC, Rogério Cruz, do PRB. É provável que, se o grupo definir mesmo um candidato, Milton Garcez, cotado para a disputa, o apoie, levando consigo alguns apoiadores.

A eleição para presidente deve ser definida no início da madrugada de domingo, 1º, para segunda-feira, 2. Andrey Azeredo, cujo combustível se chama Iris Rezende Machado, largou na frente e, por isso, é o mais cotado para presidir o Legislativo. Mas quem conhece os bastidores da Câmara Municipal, como Anselmo Pereira, avalia que o quadro lá é sempre imprevisível. Há quem chegue eleito e sai derrotado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.