Iris Araújo e Lúcia Vânia podem disputar mandato de vereador em Goiânia

As duas políticas são experientes e há quem aposte que estão se aposentando. Mas amam a arte da política

A ex-deputada federal Iris Araújo (MDB), se melhorar a saúde (tem fibrose pulmonar e está se tratando em São Paulo), pode ser candidata a vereadora, em 2020, sobretudo se Iris Rezende não for candidato à reeleição.

Iris Rezende faz tratamento em São Paulo mas tem paixão por política | Foto: Reprodução

Aliados afirmam que Iris Araújo está “muito cansada” e “decepcionada” com aliados que não se provaram aliados na eleição de 2018, mas, mesmo assim, mantém amplo interesse em política. “Ela seria um excelente presidente da Câmara Municipal”, afirma um aliado. Aos 76 anos, estaria disposta a se aposentar da política, mas, como Ana Paula Rezende, sua filha, não tem interesse em ser candidata (na Prefeitura de Goiânia, é mais uma companhia para o pai, cuidando de sua saúde, do que uma mandachuva, segundo um secretário), pode retornar para a disputa de 2020. Insistindo, se sua saúde melhorar.

Lúcia Vânia, a mais municipalista dos políticos goianos | Foto: Divulgação

A ex-senadora Lúcia Vânia, quiçá a mais municipalista dos políticos goianos, com trabalho de grande envergadura na Câmara dos Deputados e no Senado, é uma política por vocação, no sentido weberiano. Por isso, quando dizem que deve se aposentar, sinalizam que não a conhecem bem. Pode até se retirar da lida diária do partido, o PSB, mas continuará participando da vida política de Goiás, direta  ou indiretamente. Ela e seus aliados não confirmam, mas há uma aposta que, para fortalecer o partido e seu candidato a prefeito (Elias Vaz), pode ser candidata a vereadora.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.