Investidores temem assassinato de Lula da Silva

O “Correio Brasiliense” sustenta que investidores consideram que, embora remota, a hipóteses não pode ser descartada

O repórter Vicente Nunes, do “Correio Braziliense”, publicou uma reportagem, “Em meio à radicalização, investidores veem possibilidade de Lula ser assassinado”, na segunda-feira, 6, com conteúdo no mínimo assustador.

Lula da Silva: | Foto: Reprodução/TV Folha

Segundo o jornal de Brasília, “assustados com o clima de enorme radicalização no Brasil, investidores, sobretudo aqueles baseados no exterior, não descartam a possibilidade de o ex-presidente Lula, que lidera todas as pesquisas de intenção de votos para 2022, ser assassinado”.

Porém, o repórter ressalva que os investidores consideram a hipótese como “remotíssima”. Mesmo assim, começou a ser ventilada em conversas de investidores”. O “Correio” sublinha que, “‘no Brasil de hoje, com tanta divisão, tudo pode acontecer. As pessoas perderam a noção da realidade’, diz um operador que atua em Nova York”.

Os investidores, registra o “Correio”, afirmam que “é inacreditável a quantidade de pessoas se manifestando nas redes sociais ameaçando ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de morte”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.