O fato de ter doado dinheiro ao líder do PMDB não significa necessariamente que João Alves de Queiroz Filho, o Júnior, tenha cometido irregularidade

João-Alves-de-Queiroz-Filho

A Hypermarcas, por intermédio do ex-diretor Nelson Mello e do lobista Milton Lyra, supostamente repassou 30 milhões de reais para os senadores Renan Calheiros, Eduardo Braga, Romero Jucá e Eunício Oliveira. Todos do PMDB. Em Goiás, contribuiu com a campanha de Iris Rezende — o que não significa, necessariamente, que tenha cometido irregularidade. Afinal, doação, se legalizada junto ao TRE, não é crime

A Hypermarcas (que fabrica medicamentos genéricos) é do goiano João Alves de Queiroz Filho (foto), o Júnior. Dono da TV Serra Dourada, é muito ligado a Iris Rezende (que criou o Fomentar, em 1984, para alavancar a Arisco, da família Alves Queiroz).