Grupos de Caiado e de Hildo do Candango podem se unir na disputa pra prefeito em Águas Lindas

Doutor Lucas, Túlio Silva, Zé Imperial, Jiribita, Rogemberg estão colocando seus blocos nas ruas. O “general” eleitoral é o prefeito

Hildo do Candango com o governador Ronaldo Caiado: sucessão de Águas Lindas passa pelas mãos do prefeito, que é bem avaliado pelos eleitores | Foto: Divulgação

A popularidade do prefeito de Águas Lindas, Hildo do Candango (PTB), é tal que, se pudesse disputar um terceiro mandato, possivelmente seria eleito. Como não poderá ser candidato, pois foi reeleito em 2016, a sucessão passa por suas mãos. Quem ele apoiar sai com forte capital eleitoral, ressalte-se que ainda não entrou em campo. O vice-prefeito Luiz Alberto Jiribita é um dos nomes possíveis.

Zé da Imperial: um dos nomes cotados para a disputa em Águas Lindas | Foto: Reprodução

No momento, estão começando a colocar o bloco nas ruas vários pré-candidatos. José Tatico articula a candidatura do Doutor Lucas Antonelli (que pode trocar o MDB pelo Solidariedade), dono de um hospital na cidade. Zé da Imperial (que assumirá a vaga de Cláudio Meirelles na Assembleia Legislativa) é um nome forte para a disputa.Marco Túlio Pinto da Silva (DEM, mas o governador Ronaldo Caiado está cada vez mais próximo de Hildo do Candango. Por isso o candidato pode sair de uma ampla coalizão) apresenta-se como postulante.

O presidente da Câmara Municipal, pastor Rogemberg Barbosa (PRB), sugere que vai disputar, mas enfrenta uma dissidência na família: seu sogro, o pastor Gilvando Galdino, da Assembleia de Deus e integrante do Podemos, decidiu que não vai apoiá-lo. Há quem aposte que Gilvando pode ser vice de algum dos pré-candidatos. Um filho de Gilvando, Felipe Galdino, será candidato a vereador, e não na chapa de Rogemberg.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.