Grupo de Jalles Fontoura pode apoiar Mara Naves para prefeita de Goianésia

Para enfrentar o prefeito Renato de Castro, o PSDB de Jalles Fontoura pode se unir ao MDB de Gilberto Naves

Mara Naves foi deputada estadual atuante | Foto: Reprodução

Fala-se que o prefeito de Goianésia, Renato de Castro, subempreitou a prefeitura para seu pai, Fião, dirigi-la. Fião é mesmo onipresente e se julga onipotente. Mas o fato é que, apesar da tutela do pai, ou talvez por causa disso, o gestor é bem avaliado e tem chance de ser reeleito.

O que falta a Renato de Castro é partido. Ele permanece filiado ao MDB, mas o partido pode retirar-lhe a legenda e bancar um candidato próprio. Por enquanto, Renato de Castro está aguardando e aliados sugerem que, mesmo não estando na linha de frente, comanda o partido indiretamente. Na dúvida, já recebeu fichas de filiação de três partidos, mas ainda não assinou nenhuma delas.

Jalles Fontoura: objetivo é retirar Renato de Castro da Prefeitura de Goianésia | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O PSDB ainda não tem candidato definido. O mais cotado é o ex-prefeito Jalles Fontoura, que está ampliando seus contatos com segmentos organizados e concedendo mais entrevistas. Quer dizer, está se posicionando. Entretanto, se depender de sua família — como o irmão Otavinho Lage —, não disputará. Só será candidato se o grupo não conseguir encontrar outro nome consistente.

Se Renato de Castro sair do MDB, o partido tende a lançar candidato, mas não tem nome definido. O grupo de Jalles Fontoura tende a abrir conversações com o MDB e pode até lançar o vice (talvez o próprio Jalles). Há quem aposte que os Lage não colocariam nenhum obstáculo para apoiar a ex-deputada estadual Mara Naves, mulher do advogado e ex-prefeito Gilberto Naves, ambos próceres históricos do MDB local. Respeitados, por sinal, pela sociedade.

Trata-se do que os empresários e economistas chamam de “agregar” valor. Ou seja, parte expressiva do MDB deixaria Renato de Castro e seguiria Mara Naves, que também teria o apoio do grupo dos irmãos Jalles Fontoura e Otavinho Lage. Dois grupos fortes, selando a paz, iriam para o confronto com o grupo do prefeito.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.