Há dois projetos. O maquiavélico sugere que os comissionados do governo de Goiás devem ser demitidos todos de uma vez. O “cristão” avalia que as demissões devem ser feitas de modo parcelado.

O governador Marconi Perillo não tem receio de tomar medidas duras para manter a capacidade de investimento do Estado. Porém, ao mesmo tempo, não gosta de cometer injustiças.