Governo de Goiás quer função social para os incentivos fiscais

Regiões mais carentes do Estado serão privilegiadas. Governo e empresas devem negociar a questão

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), decidiu que os incentivos fiscais concedidos às empresas têm de alinhar-se às necessidades reais dos municípios.

“Nos últimos anos, tanto o dinheiro do FCO [Fundo Constitucional do Centro-Oeste] quanto os incentivos fiscais não foram direcionados como deveriam ser para combater as desigualdades regionais e dar oportunidade de emprego à população mais carente”, afirma o governador.

Ronaldo Caiado disse que as regiões Norte, Nordeste, o Oeste goiano e Entorno do Distrito Federal devem ser prioritários. O governador sublinha que a ação dará transparência ao processo e obrigará o empresariado a participar do processo de industrialização de tais regiões. Trata-se de um argumento forte na negociação que se aproxima para a renovação dos incentivos.

O governo e empresários começam a negociar as renovações este mês.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.