Governismo deve bancar Brasil Júnior para prefeito de Formosa

A prefeitura do município é tida como ingovernável, por causa de uma dívida milionária. Daí a procura por um gestor bem-sucedido da iniciativa privada

Há duas crises em Formosa, uma das principais cidades do Entorno de Brasília. Primeiro, a de credibilidade dos políticos. Parte deles está desmoralizada por denúncias de improbidade. Segundo, a prefeitura tem uma dívida de mais de 100 milhões de reais — que inviabiliza qualquer gestão.

Brasil Júnior: experiência empresarial pode contribuir para a reorganização das finanças públicas | Foto: Reprodução

Qual a saída? Aliados do governador Ronaldo Caiado sugerem que o caminho é buscar um gestor aprovado na iniciativa privada para resolver o problema da gestão pública. O nome mais citado, nos últimos dias, é o do empresário Luiz Brasil Correia Júnior.

Brasil Júnior é um bem-sucedido empresário na área do agronegócio e do ramo de drogarias. É primo do deputado estadual Tião Caroço e há quem o chame de “João Doria de Formosa”.

Inquirido sobre Brasil Júnior, Tião Caroço disse: “Trata-se de uma pessoa de bem. Se conseguir viabilizar sua candidatura, terá o meu total apoio”.

Cotado para a disputa, Tião Caroço diz que não está com “vontade” de ser candidato. Mas recebe pressões de aliados.

O quadro não está definido, mas o que se sabe é que Brasil Júnior pode ser o elemento político adequado para costurar uma aliança entre os grupos de Ernesto Roller, secretário de Governo do Estado, e Tião Caroço. Roller e Caroço não se dão bem, mas têm forte ligação pessoal e política com Ronaldo Caiado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.